quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Diagnóstico e Gestão On Line

Vivemos épocas de crise, temores incertezas e dúvidas. Nossa economia e a instabilidade política instalada em nosso país, embora menos ruim que há um ano atrás, apontam para severas dificuldades de retomada do mercado aos níveis anteriores.

A eleição para Presidente da República em 2018,  promete disputas acirradas em um clima de extrema falta de confiança em nossos governantes por conta da questão da Corrupção Sistêmica instalada na maioria dos setores públicos do país;

Afinal, não  foi por acaso que chegamos ao absurdo de desemprego na casa dos 14 Milhões de desempregados e isso não se reverte a curto prazo.
Se vc possui um negócio seja no setor da Indústria , Comércio e ou Serviços, encontra-se em dificuldades em suas operações e não está conseguindo encontrar sozinho novos rumos ao seu negócio, conte com nossa “Experiência em Gestão de mais de 20 anos”!
 Graças ao “Avanço Tecnológico” e a extrema facilidade das informações dos tempos modernos, nos viabilizou prestar um eficaz trabalho ON LINE sem os tradicionais Custos de Viagens como : Voos, Hotel, Alimentação, locação de Veículo, Pedágios, combustíveis e mais as diárias do Consultor que somados, onerava de forma importante os trabalhos de Consultoria.

Nossa experiência recente tem nos mostrado a cada dia que é possível sim poder prestar relevante serviço à distância para o bem das empresas em dificuldades, sobretudo com custos extremamente mais acessíveis;

Atendemos On Line em todo Brasil e com custos incomparavelmente mais em conta que as tradicionais diligências do passado.

Mantemos absoluto sigilo das informações recebidas como: Nome da empresa, produtos, serviços, preços de venda, custos, faturamento, bem como as ações a serem tomadas seja na esfera que for;

Nosso trabalho tem dado acesso aos pequenos empresários e inclusive para aqueles que pretendem abrir seu próprio negócio;

Após preenchimento resumido e objetivo de uma “Coleta de Dados” de seu negócio, jogamos estas informações em Software com Planilhas Inteligentes e enviamos resposta ao Cliente com Pré Diagnóstico em 24 horas uteis;

A partir do Aceite do Diagnóstico é que vamos discutir nossos honorários e o formato que poderemos operar em seu projeto.

Plano Estratégico, Planos de Ação, Plano Financeiro e ouros Relatórios serão emitidos e trocados entre as partes durante a Gestão On Line;

Dependendo do Grau de dificuldade do Cliente podemos também estudar trabalhos em “Regime Presencial” com despesas compartilhadas;

Nossos Clientes são assistidos em regime Full Time  por um Consultor de Gestão com o seguinte Perfil: 43 anos de Experiência como Diretor Industrial, Gerente Industrial, Diretor de Operações, Gerente de Operações, Gerente de Contratos, Gerente de Planejamento e Gerente Comercial em empresas Multinacionais e Nacionais de Médio e Grande Porte;

Algumas realizações publicadas podem ser apreciadas em nosso Blog: http://llconsultbr.blogspot.com.br
Os contatos poderão ser mantidos por E mail: llconsult.br@gmail.com e ou por fone/Whatsapp 15 99760 7060

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Como Evitar Insolvência por Má Gestão!

Em abril de 2014 entrei em uma Padaria Tradicional de Sorocaba-SP, localizada em uma das principais avenidas para tomar um café e como de hábito fiquei observando a movimentação e as operações da casa.

O atendimento era ruim demais, faltavam itens que em um café e ou lanche são considerados imprescindíveis, os consumos não eram registrados com rigor nas comandas e as funcionárias em estado precário de apresentação. Sem falar que as 8 horas da manhã faltava o item principal de uma padaria o pão.

Quando me dirigi ao caixa para efetuar o pagamento de meu consumo, observei em uma prateleira que um determinado item de qualidade e marca consagrada estava com valor de venda etiquetado com 70% a menor que o valor normal de mercado.

Comprei uma unidade para levar para minha casa e arrematei o saldo da prateleira. Coloquei em uma caixa de papelão do próprio produto. Retornei no outro dia próximo ao horário de almoço para falar com o proprietário da Padaria.

Fui muito bem recebido, perguntei se eles tinham seus custos rigorosamente controlados e comentei sobre o item que eu teria arrematado. Imediatamente ele consultou suas notas fiscais de compras e confirmou o erro observado e outros tantos com a mesma intercorrência. Claro que devolvi os itens arrematados e me reembolsei do valor que havia gasto.

No sistema podemos constatar que pelo volume de venda daquele item, ao longo de um ano o prejuízo seria de mais de R$ 200.000,00. Imaginem nos demais itens com a mesma irregularidade!
O resultado de meu gesto significou um Contrato de Gestão que imediatamente damos início aos  trabalhos que teve duração de OITO MESES;
Após a reunião do contrato, aproveitei e almocei no local e poder observar a rotina de almoço, quando constatei mais de “vinte problemas” a serem resolvidos.

Acompanhei a troca de turno as 15 horas; Era uma festa! Os Donos chegavam as 12 Horas para Almoçar, familiares almoçavam do bom e do Melhor e nada pagavam, funcionários consumiam e não anotavam em lugar algum, saiam com sacolas e bolsas abarrotadas,  levavam 20 pães cada um, marmitex bem servido com o que tinha de melhor de “SOBRAS”no Self Service, Caixas desviando valores, Comandas sem Controle, funcionários saindo livremente pelo portão lateral sem controle algum etc, etc.

Nota: Por questões de sigilo não mencionaremos o nome da Empresa Cliente tampouco de valores envolvidos em suas operações ou alguma característica que possa identificar a empresa.
Como primeiro ato, separamos as contas da Padaria, Lanchonete, Restaurante e Produtos de Revenda (Gôndolas). Isso propiciou uma melhor visão de faturamento por setor, por produtos e por clientes.

Em um segundo momento efetuamos “Análise Crítica das Compras Diárias” e cruzamos com o faturamento por setor. Imediatamente deu para concluir que o negócio não sobreviveria por mais de 90 dias se não tivéssemos tomado as medidas radicais e emergenciais nas operações do negócio.
O Custo do Produto Vendido (CPV) que seria a soma dos valores de compras (Custo Variável) , mais a despesas Fixas  (Custo Fixo) (Aluguel, Energia, Água, Salários, Telefone, etc )não poderia ultrapassar a 80% do Faturamento. Afinal depois do CPV temos que aplicar o Mark up que nada mais é do que as siglas pertinentes como: Pis Cofins, ICMs, IRPJ, CSLL e Margem.

Colocamos o Vestiário de forma que os funcionários só poderiam entrar na áreas de produção depois de vestidos com uniformes e lá deixavam suas bolsas e sacolas antes do acesso. Com isso os funcionários não poderiam sair com sacolas salvo o que tinha que passar pelo caixa.

Com esta medida na primeira semana os gastos no “Atacado” caiu 30% e na segunda caiu 50% com insumos destinados apenas para as necessidades operacionais;
A revolta foi grande mas era necessário. Teve funcionários que pediu demissão pela ofensa de não poder levar mercadorias como de hábito. Levar vantagem já fazia parte do dia a dia deles e a empresa não tinha estas obrigação com ninguém.

Os desvios eram tão absurdos   que o volume do faturamento se manteve e os gastos diários com Atacado caiu mais de 50%.

Outra importante ação que tomamos foi colocar uma lente mais crítica sobre o Custo Fixo. As contas estavam fora de controle e no rateio proporcional o CPV individual beirava cem por cento e até a maior. Ou seja, não sobrava para o cálculo de mark up.
Constantemente as Contas básicas de Energia e água somente eram pagas mediante ameaças de corte por parte das operadoras SAAE e CPFL;
Uma das medidas que se tomou com louvores foi o fato de termos adotado uma reserva de caixa diária que chamamos de TRC (taxa de Reserva de Caixa). O sistema emitia no fechamento de caixa a quantidade de Clientes que passaram pelo caixa. Do valor do dia debitávamos R$ 1,00 por cliente como TRC. Esta medida possibilitou fazer reserva mensal que cobria as contas fixas como energia e água e ainda salvava algumas emergências.
Ficaria muito extenso mencionar cada ganho obtido. Mas o fato é que resumidamente a Empresa foi recolocada sobre os trilhos. Seus Diretores passaram a acompanhar as operações com acompanhamento compartilhado, passaram a fiscalizar os resultados diários e começaram a ver resultado em seu negócio.
Infelizmente a grande maioria das empresas naufragam na insolvência sem ao menos saber onde foi que erraram. Em muitos casos buscam socorro de profissionais especialistas quando o quadro já é irreversível.

 

Adote IVA - Indice de Valor Agregado em seu dia a dia!


segunda-feira, 27 de julho de 2015

Seu cliente nunca avisa que não volta mais!

É muito comum nos dias de hoje, clientes insatisfeitos, simplesmente não retornarem mais aos lugares que costumeiramente consumiam. Além de não retornar  são os primeiros a fazerem má recomendação de onde saíram insatisfeitos. Seja pela questão de preços, qualidade e até mesmo pelo mau atendimento.
Em um Supermercado por exemplo onde os insumos domésticos que sem dúvida alguma é uma das principais contas de suas casas, existem os Fiscais de Plantão, as donas de casa que são as primeiras a recomendarem outras opções de locais para compras.
Fazer propaganda em carros de som poderá até atrair o cliente de volta ao seu estabelecimento. A questão é saber como recepcionar seu cliente com alguma credibilidade. Muitos  já decidiram não voltar mais e não acreditam na perpetuação de conduta de seus preços, promoções e atendimento com padrões que possam atrai-lo de volta.
Além disso, a maioria das empresas sequer medem o retorno daquele serviço de divulgação. Não fazem o espelho de caixa para avaliar se houve ou não algum retorno daquele investimento.
A crise não chega na empresa e fica apenas na cabeça do empresário ou na gaveta do caixa. Ela está escrita na expressão dos seus atendentes, associado ao pânico de perderem seus empregos. Basta comparar o humor de seus colaboradores antes e após a crise.
Em tempos de crise é necessário rever seus custos e não simplesmente fazer a conta antiga de boteco (valor de compra x 2 ou x 3) ou simplesmente alinhar-se com o preço do concorrente. Se ele tiver poder de compra maior que o seu, certamente com preços menores  seu concorrente poderá ter uma margem superior a sua.
É necessário agrupar sua mercadoria por setor, fazer sua curva ABC da importância de cada item no contexto de seu volume de aquisição, fazer uma análise do giro de seu estoque e obviamente fazer considerações de rateio de seu Custo Fixo e o Custo Financeiro implicado em suas ações.
É importante administrar seu negócio com Centros de Custos diferenciados como Cereais, Açougue, Padaria, Mercearia, Bebidas, Produtos de Limpeza, Hortifrúti, Perfumaria etc. O simples fato de terem diferentes margens, diferentes volumes e diferentes giros,diferentes quebras é o bastante para não jogarmos tudo em um “mesmo caldeirão” e você não saber mais quem gera lucro e ou prejuízo.
Não é à toa que as grandes redes adotam esta política e ainda colocam Gerentes por Setor e avaliam seu desempenho mês a mês.
Os negócios separados em Centros Custos podem direcionar ações corretivas que podem indicar mudanças das ações como descontinuidade de alguns setores como também investimentos em outros. Afinal, um Supermercado reúne em um mesmo local vários negócios: Padaria, Açougue, Perfumaria, Fiambreria, Mercado, Lanchonete, Adega, etc e todos obviamente devem gerar lucro.
Analise seus resultados como se fossem negócios em endereços diferentes, logo a Padaria não tem pagar o salário do Açougueiro. Seus Custos Fixos são também diferenciados por setor e isto requer uma lente múltipla para análise.
Você pode estar operando com margens equivocadas em setores que com uma margem menor e com maior giro poderia estar sendo lucrativo. Quem leva a carne de bom preço acaba levando outros gêneros nem tão atraentes. Com sua grade de Custos bem definida você pode inclusive optar por trabalhar algum tempo subsidiando algum setor em dificuldade.
Normalmente o Classe “A” de sua curva ABC corresponde a meia dúzia de itens que somam em torno de 75 a 80% de seu volume financeiro envolvido. Sua política de compras deve alinhar-se com seu escoamento de venda (Giro de Estoque) Ou seja, os itens mais caros de sua Curva ABC devem ser adquiridos com maior frequência e o pagamento disso o mais elástico possível.
Se você desenvolver habilidades operacionais e criar instrumentos gerenciais para olhar para seu Classe “A,” com estes olhos,  certamente estará cuidando de sua empresa com segurança de mais de 80% do negócio.
Já os itens denominados Classe “B” correspondem a 15 a 18% do volume e o Classe “C” de 2 a 5% do volume. Os itens classe “B” devem ter uma política de estoque para uma semana e o classe “C” para 15 dias. Exceto obviamente os perecíveis que devem ter o mesmo tratamento do classe “A” com reposição diária a ou no máximo semanal.
A criação de indicadores é de suma importância como por exemplo: faturamento por Funcionário, Clientes por dia, Cientes por Mês, Gasto Médio por Cliente, % de clientes do bairro atendido, setores que aumentei minhas vendas, setores que caíram minhas vendas, etc. São informações vitais para que eu possa implementar minhas ações corretivas;
Para melhores esclarecimentos deste conteúdo a LL Consult está promovendo diagnóstico com Custo Zero. Ou seja, fizemos a leitura de seu negócio com o diagnostico e você só terá custos após a emissão de nosso Plano de Ação e as ações corretivas em marcha.



sábado, 25 de julho de 2015

Confira como está a Gestão na Área Industrial de sua Empresa:

ü  Opera com Eficiência de 85%  a 100% de sua capacidade instalada;
ü  Não possui  Atrasos em suas entregas;
ü  Não paga multas contratuais por atrasos de entrega;
ü  Não possui e ou administra bem os Gargalos em sua produção;
ü  Mantém as Micro Perdas de Processos registradas e inferiores a 20%;
ü  Não necessita de constantes Aditivos Contratuais;
ü  Mantém Indicadores mensais de:  Produtividade, PON, CPV, BDP, TUO, ABS, GRO,Mkp e Outros;
ü  Possui  um eficaz Planejamento e Controle de sua Produção;
ü  Mantém sob controle as Velocidades de Linhas por hora, dia, semana e mensalmente, KgHH, UNHH e ou outros;
ü  Mantém um eficaz sistema de Gestão dos Materiais;
ü  Administra seus Recursos Humanos em sintonia com a prática de mercado; Possui um sistema de Orçamentos alinhado com seus Custos, Taxas e Mark up;
ü  Tem suas cifras de Qualidade e Retrabalhos sob absoluto controle;
ü  Promove reuniões diárias para Avaliação do ONTEM;
ü  Mantém Grupos de Trabalho com as pessoas motivadas e envolvidas no processo;
ü  Possui Plano de Melhorias constantes em seus processos de Produção:
ü  Mantém Plano de Treinamento voltados as reais necessidades  do negócio;
ü  Tem seu IVA acima de 50%;
ü  Encerra suas Ordens de Fabricação convictas se deram lucro ou prejuízo à Cia;
ü  Está fazendo Horas Extras apenas eventualmente;
ü  Tem seu Turn Over e Absenteísmo sob Controle;
ü  Mantém as contas de sua responsabilidade alinhadas com previsões orçamentárias e ou Budget;.

Se sua Empresa atende aos itens acima, parabéns! Certamente está em boas mãos e não necessita de um novo modelo de Gestão.
Ao contrário, certamente não possui uma boa Gestão, necessita revisar seus conceitos e realinhar os resultados de suas operações.

Para isso a LL Consult está desenvolvendo um trabalho (POI) Plano de Organização Industrial dirigido a estas empresas, incluindo no pacote um Amplo Sistema de Treinamento Gerencial.

Nota Importante: Umas das grandes vantagens que o oferecemos é o fato de nossa carga horária estar distribuída simultaneamente em vários projetos, diluindo expressivamente seu investimento em nossos serviços;

Solicite um Diagnóstico sem Compromisso!

 

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Alguns Resultados Obtidos nos Últimos Projetos:


It
Assunto
Atividades
1
Custos Fixos
§  Redução nos Custos Fixos na Ordem de 29 % em 30 dias após revisão das contas e Ações Pontuais;
2
Custos Variáveis
§  Redução nos Custos Variáveis nas compras de insumos em 30% em menos de 30 dias, após implantação de efetivos controles de consumo e com introdução de severas mudanças na rotina operacional;
3
Quadro de Pessoal
§  Redução no Efetivo de Mão de Obra em 33% em 60 dias após revisão de algumas Rotinas Operacionais, Manualização das Operações e Pesquisa de Clima Interno;
4
Turn over e Absenteísmo
§  Redução no Turn Over, Redução no Absenteísmo, após implantação de novas regras de avaliação, incentivos e novos procedimentos de Recrutamento e Seleção de Pessoal;
5
Desvios de Mercadorias
§  Redução nos “Desvios de Mercadorias” após implantação de Sistema de Controle, Auditoria Interna e Melhorias nas Rotinas de Segurança e Controle de Acesso;
6
Controle de Estoque
§  Implantação de Controle de Estoque, Classificação ABC dos insumos, padrões unitários de consumo, ponto de encomenda, racionalização no volume de compras, alinhados com menor desembolso e Kits de entregas;
7
Rotinas Operacionais
§  Implantação de calendários de folgas, plano de bonificação, criação de GTs (Grupos de Trabalhos), com vistas a participação e integração do pessoal e que gerou significativa economia nas despesas com pessoal;
8
Fluxo de Caixa
§  Implantação de Controles Diários na Contas mais importantes e com maiores participações na Grade de Custos, com inequívocos resultados;
§  Implantação de um sistema de Reserva de Caixa diário com fins de viabilizar o fluxo de Caixa das principais contas;
§  Implantação de Fluxo de Caixa integrado com: Contas a Pagar, Receber, Caixa e Tesouraria;
9
Resultados Operacionais
§  Revisão Mensal dos Preços de Vendas, Custos Fixos, Variáveis, Margens e impostos;
§  Aumento no (GRO) Resultado Operacional Bruto na ordem de 22% em 60 dias, quando antes eram prejuízos que sequer cobriam o CPV; (Custo do Produto Vendido);
10
Relatórios Gerenciais
§  Criação de Indicadores Mensais de Desempenho com comparativos em Gráficos de Tendências, Paretos e outras ferramentas, apontando com maior precisão para as respectivas Ações Corretivas.
11
Pesquisa de Satisfação de Clientes
§  Implantação de Sistema de Pesquisa de Satisfação de Clientes gerando reflexos positivos na área operacional, possibilitando  correções pontuais;
12
Contas de Utilidades
§  Implantação de Ações Preventivas para conter gastos de utilidades como: Gás, Água e Energia com indiscutíveis ganhos, com obtenção de redução dos valores gastos mensais na ordem de 30%;
13
Resutados Globais
§  Com estes ganhos mantidos e monitorados, projetamos que o negócio ao final de um ano ECONOMIZARIA  o equivalente a QUATRO faturamentos bruto;